domingo, 23 de setembro de 2012

Paula Berlowitz - candidata a vereadora em Porto Alegre

Como a maioria já sabe, sou estrangeira e portanto não voto nas eleições. E raramente vejo algum/a candidato/a que eu considere merecedor/a.



Mas dessa vez encontrei alguém que gostaria de recomendar, porque me inspira confiança e gostei das propostas. Tive oportunidade de conhecê-la pessoalmente no Primeiro Congresso Humanista Secular do Brasil.



Considerando que atualmente temos uma Bancada Teocrática no Congresso Nacional, e que muitos políticos estão comprometidos com grupos religiosos, é muito importante elegermos pessoas capazes de defender o Secularismo, que vai garantir a liberdade de religião de todos, inclusive a liberdade de não ter uma religião.

Mas vou deixar que ela mesma se apresente através de uma postagem em seu próprio blog :
  

À Lola Aronovich: Muito prazer – Paula Berlowitz

Olá, Lola!
Acompanho o Escreva, Lola, Escreva e te sigo no twitter. Acabo de ler o teu post desta última terça-feira, 18 de Setembro de 2012. Deixei comentário por lá, mas decidi deixar o contato registrado por aqui!


Eu, em 5 de Setembro de 2012, na Audiência Pública pela Criminalização da Homofobia, na Assembléia Legislativa do RS.
Muito prazer: sou candidata à vereadora em Porto Alegre, Rio Grande do Sul e eu sou a tal feminista “de direita” que ainda não conhecias (pra falar a verdade, não me enquadro, totalmente, em lado algum. Como diz Adriana Calcanhoto: “Transito entre dois lados de um lado – Eu gosto de opostos”. Ainda pretendo criar o meu. Estou mais pro estilo Marilyn Manson, em sua letra que, sarcasticamente, diz: “I wasn’t born with enogh middle fingers and I don’t need to choose a side” – mas somos obrigados a escolher um para entrar. A autonomia, pretendo desenvolver depois, à base das únicas armas que sempre tive: sensibilidade, pontos de vista e coragem)!

Adorei o post. Exceto por este teu comentário sobre a direita que foi bastante preconceituoso, afinal, mudanças podem ser feitas de diversas formas e independem de “lados” e em qualquer lado, sempre pode haver reformadores. Como sempre, se deixarmos nossos preconceitos pra lá, poderemos nos surpreender!

Sou blogueira e feminista – administro o site MarchaDasVadias.org, idealizado por mim e aberto à participação de qualquer pessoa que deseje contribuir com manifestos, textos, fotos, denúncias, etc, ou seja, tudo o que for pertinente ao ativismo contra a violência de gênero e divulga material das Marcha das vadias que vem acontecendo em diversas cidades do Brasil. Também escrevo, há 3 anos, o site feminino Cromossomo X, e foi, justamente, ele que me trouxe o convite para a minha candidatura. Também sou musicista – canto, toco, escrevo e componho.

Além de feminista, também sou atéia – outro “contra-senso” para um mulher “de direita”, mas acredito na necessidade de um elemento perturbador onde mais precisamos de mudanças e, sendo assim, não estou no lugar errado, mas sim em um ponto bastante estratégico – e acredito firmemente que Política, enquanto ciência, não pode ser exercida com base em crenças sobrenaturais, mas sim com base em fatos sociais. ;)

Sou filiada, por sinal, ao PP – o mesmo partido do Sr. Jair Bolsonaro, e pretendo ser seu máximo contraponto por aqui, uma vez que como mãe, cidadã e candidata à vereadora em minha cidade (Porto Alegre) sou à favor da Criminalização da Homofobia e A FAVOR DO KIT ANTI-HOMOFOBIA NAS ESCOLAS – inclusive, minha única promessa de campanha (o resto são propostas, pois candidato que promete está mentindo, já que qualquer decisão não cabe só a ele, depende de quorum, etc) é que, caso eu me eleja, desafiarei o Sr. Jair Bolsonaro para um debate sobre liberdade pessoal e pluriafetividade.
Então, concluindo: para vereadora, em Porto Alegre, EU VOU VOTAR EM MIM, pois além de mais mulheres no poder e mais pessoas socialmente liberais em cargos de representatividade, também precisamos de mais Secularistas na Política, antes que vivamos sobre jugo de um Estado Teocrático!

Para que o pessoal que passar por aqui possa me conhecer melhor, deixarei o link de 2 posts meus, um do Cromossomo X, outro aqui do meu site de campanha:
O medo de quebrar barreiras e tabus quando o assunto é Política e Toda forma de amor é válida – por mais respeito à pluralidade das relações afetivas e pelo fim da LGBTfobia.

Concluindo, então: adorei a tua ideia de convidar a mulherada – e os homens, também, por que não? – para votarem nas candidatas mulheres. Só considero que houve certo desserviço ao dizeres que elas TEM de ser de esquerda. Generalizaste. E generalizar NUNCA é bom. Acredito que deva haver mais mulheres na Política, independente de “lados”, até porque, no Brasil não é como nos Estados Unidos, onde povo e políticos se dividem em Democratas e Republicanos – aqui, vivemos uma diversidade não só de etnias e de orientações de gênero, como também de ideologia Política. E isto não é ser “sem ideologia” – isto é não se “engessar” a lados, bandeiras e siglas – que por sinal, tenderão a enfraquecer cada vez mais, visto que o que importa MESMO para uma saudável existência em sociedade, é o real cumprimento do que nos traz a Declaração Universal dos Direitos Humanos, da qual somos signatários!
 O que precisamos MESMO é de mais liberdade pessoal com responsabilidade individual! E isto se constrói com educação libertária, e não com dogmatismos políticos ou religiosos! E, por incrível que pareça, é um conceito de Direita. ;)
Um grande beijo,
Paula Berlowitz

 *********************************************************************

Um comentário:

  1. OLÁ PAULA, TD BEM? TO IMPOSSIBILITADO DE ADD NO FACE, TERIA UM IMENSO PRAZER EM TÊ-LA NO MEU QUADRO DE AMIGOS OK? ESTOU NO PERFIL DA ASA COMO HELIO ATEÍSMO LIBERDADE, UM GRANDE ABRAÇO E TORCENDO PELA SUA VITÓRIA!

    ResponderExcluir