segunda-feira, 17 de setembro de 2012

História de Onan - A Bíblia condena mesmo a masturbação?

 É comum a noção de que a masturbação é 'pecado' e que deve ser absolutamente reprimido e evitado. Mas analisando a história original na Bíblia, não fica nada óbvio. Dei uma olhada na Wikipédia, e achei isso:


Onã, ou Onan, é um personagem bíblico do Antigo Testamento, mencionado no livro de Gênesis como o segundo filho de Judá e, portanto, um dos netos do patriarca Jacó[1].
Er, o primogénito de Judá, segundo a Bíblia, era mau e teria sido executado por Deus por um motivo não mencionado[1].
Como Er não tinha deixado descêndencia, Judá mandou que Onã, seu segundo filho, realizasse o casamento de cunhado (também chamado de casamento levirato) com Tamar, viúva de Er (Gênesis 38:6-8). Assim, se tivessem um filho, a herança de primogénito lhe pertenceria como herdeiro legal de Er. Porém, se não tivesse um herdeiro, Onã ficaria com a herança de primogénito[1].
Ao ter relações sexuais com Tamar, a Bíblia diz que Onã "desperdiçou o seu esperma na terra" ou seja, não a inseminou, jogando dessa forma fora seu esperma em um coito interrompido, conduta essa que aborreceu a Deus que tirou sua vida (Génesis 38:9-10)[1].


Portanto, a recusa de Onan era de engravidar a viúva de seu irmão. Tem dois aspectos envolvidos aqui. Se ela não tivesse um filho, ficaria desamparada; se tivesse, Onan ficaria sem a herança, porque o filho que nascesse seria considerado de seu irmão falecido. 

O fato é que Onan não cumpriu a lei da época, e por isso teria sido punido.

NADA a ver com masturbação, portanto.

******************************************************

4 comentários:

  1. Se vc realmente tivess argumentos vc ESTUDARIA a Biblia e nao apenas lesse ou pesquisasse a wikipedia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estudei a Bíblia, mas ela não dá todas as respostas, como o contexto histórico em que se dá certos aconteceimentos. Foi isso que fui pesquisar na Wikipédia.
      E se você estudasse escreveria de forma mais correta...

      Excluir
  2. Eu acho devíamos estudar a fundo as escrituras e deixar de julgar uns aos outros porquê isso cabe a Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei onde você viu algum julgamento aqui. Apenas apontei com base em fatos que a interpretação da história de Onan como uma condenação à masturbação é equivocada. O que foi condenado ali foi o coito interrompido e a recusa dele em engravidar a viúva do irmão.

      Excluir