sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O planeta contra o apedrejamento [na Zero Hora de hoje]

Caso da iraniana Sakineh Ashtiani, condenada no Irã por adultério, motiva dia de protesto amanhã

Link para a reportagem aqui.

*********************************

AÇÃO GLOBAL
O planeta contra o apedrejamento
Caso da iraniana Sakineh Ashtiani, condenada no Irã por adultério, motiva dia de protesto amanhã

Em meio à indignação mundial provocada pelo caso da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, dezenas de cidades de todo o planeta participarão, neste sábado, de um dia de protestos contra as sentenças de morte por apedrejamento. Entre as 106 confirmadas na ação – convocada pela ONG Comitê Internacional contra o Apedrejamento –, Porto Alegre é uma das únicas quatro no Brasil.

A manifestação será realizada às 16h, na Esquina Democrática (Andradas com Borges de Medeiros). A iniciativa de inscrever a capital gaúcha no evento foi do mineiro Eli Vieira, estudante de pós-graduação em Genética Humana na UFRGS e membro da Liga Humanista Secular do Brasil (LiHS), um grupo dedicado a “apoiar e representar pessoas não religiosas que buscam viver sem crenças sobrenaturais”. O apelo para participação veio da ativista de direitos humanos iraniana Maryam Namazie.

Os manifestantes empunharão cartazes e reunirão assinaturas em um abaixo-assinado simbólico contra o apedrejamento. Voluntários de qualquer cidade podem inscrever ações no site da ONG (http:// stopstonningnow.com/wpress/2249). Outras informações sobre o evento em Porto Alegre podem ser obtidas pelo e-mail lihsbrasil@gmail.com.

Acusada de adultério, Sakineh, 43 anos, foi condenada a morrer apedrejada. Recentemente, por pressões internacionais, a execução foi alterada para enforcamento. Mesmo assim, outras mulheres e homens estão sentenciados à morte por apedrejamento no Irã.

***************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário