domingo, 25 de abril de 2010

O terrorismo psicológico dos arautos do apocalipse

Essa postagem está "no forno" há quase três meses. O assunto me foi sugerido por um amigo do Orkut, Fernando, que abriu um tópico sobre o assunto na comunidade "Sou feliz por ser ateu". O link que ele postou, do site Tempo Final, é um belo exemplo disso, e a impressão que dá é que o objetivo mesmo é vender filmes.

Eu acho simplesmente terrível o que certas organizações fazem, mantendo muitas pessoas em constante estado de angústia e pânico. Assim elas se tornam facilmente manipuláveis e exploráveis por essas organizações. E o mais provável é que os que promovem essas "profecias" nem acreditam nelas, com raras exceções.

Nessas imagens (no meu album no Orkut) se vê mais um dos muitos exemplos do que as diversas organizações religiosas estão fazendo.

Na verdade elas induzem os seus seguidores a um estado permanente de ansiedade. Quem é que pode levar a vida de forma construtiva tendo que estar sempre com essa verdadeira "espada de Dâmocles" pendurada por cima da cabeça?

Será que esse tipo de "propaganda" não poderia, e deveria, ser fiscalizada pelas autoridades? Será que em nome da liberdade de expressão deve ser permitido veicular informações falsas com o objetivo de induzir o pânico nas pessoas?

De maneira geral as religiões governam pelo medo. Duvidar é "pecado", não é permitido questionar. Os fiéis são mantidos numa camisa de força invisível, impedidas de se movimentar livremente. Tem que seguir cegamente as rígidas regras da organização, sob pena de ir para o "inferno" se duvidar.

As profecias de fim de mundo são o supra-sumo desse governar pelo medo. E não temos isso só nas religiões. Temos as previsões de choques de meteoros, tem o Calendário Maia, e tantas outras. Parece que certas pessoas tem prazer em torturar mentalmente as pessoas.

Existem previsões de fim de mundo desde a antiguidade. O mundo ia acabar no ano zero, depois teve várias outras datas, inclusive o ano 1000, o ano 2000, etc.
Agora estão falando no ano 2012 (Calendário Maia) e as várias organizações religiosas sempre dizem que não dá para saber a data certa, mas que vai ser "em breve".

O importante mesmo disso tudo, a conclusão a tirar, é:

Nenhuma dessas previsões deu certo!

Então porque devemos acreditar que a próxima dará?

3 comentários:

  1. Olá Asa.

    Gosto muito dos seus textos, e gostaria de saber se vc me dá permissão de publicar alguns deles de vez em quando no site do Bule Voador.

    Aguardo retorno.

    Um abraço

    Alex

    ResponderExcluir
  2. acho esse terrorismo psicologico uma das piores facetas da dominação religiosa. muito se fala da pedofilia, o que acaba tomando maior espaço na midia e se esquece das outras formas de abuso. seja com relação às mulheres (como foi postado aqui mesmo) seja com relação aos traumas psicologicos que ideias de Inferno, Punição e Apocalipse causam nas pessoas.

    bom blog. :)

    ResponderExcluir
  3. @ alexrnbr
    Sim, dou permissão, com prazer.
    Demorei para responder porque o mecanismo de avisar sobre novos comentários deu problema.
    Grande abraço

    ResponderExcluir