sábado, 24 de outubro de 2009

Influência decisiva do meu pai

Meu pai quando mais jovem era muito intransigente com as coisas, e eu acabei me rebelando porque precisava de um apoio emocional que ele não conseguia me dar. Mas com o tempo ele suavizou e entendeu que o confronto, principalmente com pessoas próximas, só as afastava. Quando ele soube que eu estava envolvida com astrologia, ele não me recriminou e nem me pressionou, apenas deixou claro que não acreditava naquilo. 

Fiquei bastante surpresa quando ele me pediu que fizesse o mapa astral dele. Ele me disse que, embora não acreditasse em astrologia, ele achava que eu devia ser uma boa astróloga. Disse "Gostaria de ouvir o que viria através de um 'filtro' como você".
Esse foi um dos fatores que me levou a entender que era EU que fazia tudo, a minha intuição, empatia e conhecimento sobre a natureza humana possibilitava que eu dissesse às pessoas coisas que eram úteis a elas.
E fez com que eu entendesse que eu podia fazer tudo isso, e provavelmente bem melhor, SEM a astrologia.

E também mostrou que a gentileza dele teve resultado muito mais eficiente do que se ele tivesse me confrontado.

5 comentários:

  1. Que interessante, o seu pai não acreditava (ao menos em astrologia).
    No meu caso, tenho um pai teísta, e que por mais que explique a ele sobre evolução, big bang, etc, não consegue compreender, afirmando que é impossível tais fenômenos. Já mostrei vídeos e filmes sobre o assunto, que chamaram a atenção dele por uns momentos. E assim espero que um dia ele possa se libertar de certos conceitos religiosos que só atrazam a vida dele.
    Seu pai era/é ateu?
    Muito legal compartilhar estas coisas no seu blog. Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Sim, meu pai sempre foi ateu e os meu avós paternos também eram. Venho de uma família extremamente racional. :)

    ResponderExcluir
  3. I think also, that rationalism is common in Northern Europe. The rationalistic and liberal view on religion shoot root there already in the early 17th century. The same applies to the phenomena of astrolgy.

    ResponderExcluir
  4. Yes, I always say that the atheism I inherited from my ancestors has nothing to do with communism, it almost certainly derives from the French Illuminism.

    ResponderExcluir
  5. E fez com que eu entendesse que eu podia fazer tudo isso, e provavelmente bem melhor, SEM a astrologia.

    Este final explica tudo. COM ou SEM se chega ao mesmo resultado.

    ResponderExcluir