quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Como foi que entrei para a igreja

É, gente, fiz isso.
(Sei que estou devendo a explicação sobre astrologia, mas quero explicar essa parte primeiro.)
Antes, alguns esclarecimentos. Eu já disse que até hoje a Finlândia tem uma religião oficial, que é a Igreja Evangélica Luterana, uma das chamadas "históricas" derivada diretamente da Reforma de Martinho Lutero. Eu a considerava uma das mais 'light', e era essa mesma igreja à qual a família do meu marido pertencia, IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil).
Morávamos na época em uma cidadezinha no interior do RS. Nossos vizinhos, e donos da casa que alugávamos, eram dessa mesma igreja. Como a área rural era grande, a ida à igreja aos domingos se tornava um evento social para muita gente. Eu já estava nessa fase deísta da qual falei antes, meu marido era membro, nosos filhos haviam sido batizados, tudo parte da tradição. Também pensei que através de uma organização como essa eu poderia ajudar a fazer algum trabalho social, então resolvi me batizar e "entrar para o clube". Também pesou o fato de termos na época um pastor muito progressista, com uma mentalidade muito avançada, que dava margem para discussões interessantes e atuais.
Mas o pastor foi embora e veio outro mais de acordo com a mentalidade do lugar. E eu logo percebi que as reuniões das senhoras tinha pouco cunho prático, era praticamente só chazinho e conversa. Me decepcionei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário